Profissionais da atenção básica passam por capacitação para implantação de testes rápidos de HIV, Hepatite e Sífilis

24/08/2017 - 07:08

 

Profissionais da atenção básica passam por capacitação para implantação de testes rápidos de HIV, Hepatite e Sífilis

Atendendo uma recomendação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde de Patos irá implantar, nas Unidades Básicas de Saúde do município, testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites virais. A previsão é que esses testes já possam ser feitos no início do mês de Setembro. Para essa implantação, a Secretaria está promovendo, nesta terça-feira, (22/08), uma capacitação para os profissionais da UBS’s.

                

A capacitação aconteceu no auditório do curso de Direito das Faculdades Integradas de Patos (FIP) nos períodos manhã e tarde. No período da manhã, envolveu os enfermeiros e técnicos em enfermagem, e no período da tarde, os profissionais que atuam no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), quando foram discutidos os mais variados temas, desde o modo como se deve abordar o público alvo até a forma de acompanhamento e tratamento desses pacientes.

 

A implantação dos testes rápidos para diagnóstico da infecção pelo HIV e triagem de Sífilis e Hepatites virais na Atenção Básica, do Sistema Único de Saúde (SUS), forma o conjunto de estratégias do Ministério da Saúde que tem como objetivo a qualificação e a ampliação do acesso da população brasileira, sobretudo mulheres em período gestacional e seus parceiros, ao diagnóstico rápido dessas patologias.

 

Para tanto, o Ministério da Saúde recomenda às Secretarias Estaduais e Municipais que adotem medidas que facilitem tais diagnósticos e façam o acompanhamento e informatização dos dados colhidos, além de articular medidas locais que garantam a logística (acondicionamento, distribuição e transporte) e a execução dos testes rápidos nas UBS’s com qualidade e confiabilidade; avaliar a capacidade laboratorial instalada para a realização dos exames complementares e de monitoramento do tratamento e de cura para a sífilis; apoiar e monitorar a alimentação dos sistemas de informação para registro da realização dos testes rápidos, como SISPRÉ-NATAL WEB, Boletim de Produção Laboratorial (BPA individualizado) do Sistema de Gerencia da Tabela de Procedimento (SIGTAP) e o SINAN.

 

 

A última etapa da capacitação será no dia cinco de setembro, quando os médicos da Atenção Básica receberão as orientações para o tratamento dos pacientes diagnosticados com essas patologias.

 

 

Compartilhe

Comentários

Notícias Relacionadas