Marcelino do Espetinho, - Patos Esporte

Marcelino do Espetinho,

07/12/2017 - 08:12

Falar em Marcelino, é lembrar aqueles momentos inesquecíveis, nos jogos dos campeonatos de veteranos, nas manhãs de domingo no Campestre Clube, que ficaram memorizadas em todos nós, onde ele dava um brilho á mais, nos servindo com seus espetinhos na brasa, alá suas travessuras e brincadeiras, complementando nosso lazer gostoso com bola. 

Interessante como a carne é fraca, quando eu estava interrno no hospital regional, porr causa do acidente que sofri, nossas infermarias eram vizinhas, mas pelo o que o nosso Marcelino nos representava, dificilmente alguém ia lhe visitar, com exceção do árbitro Doido Vanda, que diariamente lhe visitava e servia no que ele estivesse precisando. Questiono, se o Marcelino fosse um renomado político, será se a sua despedida para o outro plano, não teria sido mesmo com falcidades, lhe fortalecido psicologicamente, deixando lhe transparecer um ato generoso. 

Como somos maus e não percebemos nassas atitudes maldosas, vivenciamos hoje, o cada um por se, o respeito e o solidarierismo, estão desaparecendo diante da impiedosa evolução humana, cada vez mais desorganizada e anti social.

Estamos entrando numa onda muito perigosa, há do salve-se quem puder, porque não valorizamos e amamos o próximo como a nós mesmos.

Mas acredito que o ser supremo que tudo pode, irá lhe remunerar, no outro plano que espero ser melhor, trocando suas dores por alívios, com muita harmonia e boas novas. "amigo Marcelino, mando direto do meu coação para o seu, meu chavão bastante conhecido dos patoenses, mas infelizmente pela sua ida, mudando o verbo para o passado,  "Obrigado por você ter existido". 

edição: Paulinho Cabeça Fria. 

Compartilhe

Comentários

Notícias Relacionadas