São Paulo consegui empate heróico diante dos Canalhas.

13/04/2018 - 08:04

São Paulo conseguiu um empate heroico sem gols na noite desta quinta-feira contra o Rosario Central-ARG. Como Rodrigo Caio foi expulso, o time atuou por 46 minutos com um jogador a menos e ainda assim quase marcou no Gigante de Arroyto, em Rosario, na Argentina, no primeiro confronto pela primeira fase da Copa Sul-Americana.

A partida de volta será em 9 de maio, no Morumbi. O São Paulo precisa de uma vitória para avançar. Se houver empate sem gols a classificação para a segunda fase será nos pênaltis. Igualdade com gols favorecerá o rival pelo critério de gols fora de casa.

A atuação da equipe do Morumbi foi acima das expectativas. O técnico Diego Aguirre finalmente estreou o esquema com três zagueiros, mas foi prejudicado com uma lesão do lateral Reinaldo ainda no primeiro tempo e a expulsão de Rodrigo Caio, aos 35 da etapa inicial.

O São Paulo acabou por mostrar uma nova habilidade: adaptação. O time conseguiu se ajustar durante a partida, sem sofrer ameaças. Ainda foi perigoso, acertando uma bola no travessão em chute de Nenê no segundo tempo.

Antes de decidir o confronto pela Copa Sul-Americana, o time tricolor passa a pensar agora no Campeonato Brasileiro, que começará no próximo sábado. A estreia ocorrerá na segunda-feira, quando receberá o Paraná Clube, no estádio do Morumbi.

Confira abaixo o que de melhor aconteceu na partida.

NOVO ESQUEMA

Diego Aguirre escalou o São Paulo com três defensores, cinco meio-campistas e dois atacantes, um esquema que ele já havia dito ver mais vantagens para o elenco tricolor. Antes, só havia testado em treinos e na derrota para o Atlético-PR por 2 a 1, já há uma semana.

Dessa forma, acabou tirando do time o atacante Marcos Guilherme e colocando o lateral direito Régis para atuar como ala. A defesa foi formada por Militão, que vinha jogando como lateral direito, Rodrigo Caio e Arboleda.

DUAS PERDAS

O São Paulo teve duas baixas consideráveis no primeiro tempo e que influenciaram bastante a atuação do time.

Página especial do São Paulo

Vídeos, notícias, gols, estatísticas, jogos, análises e opinião ESPN: tudo para o fã do esporte na página do São Paulo.

Aos 18, o lateral Reinaldo sentiu a coxa esquerda e teve de ser substituído. Como Diego Aguirre não levou para a Argentina um reserva para a posição, o meia-atacante Lucas Fernandes foi quem entrou no jogo. Isso fez Liziero ser deslocado para a esquerda.

Aos 35, o zagueiro Rodrigo Caio, que já havia cometido duas falhas e não atuava bem, foi expulso. O motivo foi polêmico. Ao subir para dividir uma bola com Marco Rubén, ele atingiu o braço no rosto do adversário.

A expulsão fez com que o São Paulo mudasse o posicionamento para um 4-4-1, com Militão e Arboleda na zaga, Régis na lateral direita, Liziero na esquerda. O meio de campo teve Jucilei, Petros, Nenê e Lucas Fernandes. Tréllez ficou só no ataque.

APRESENTAÇÃO SEGURA

Apesar de o Rosario Central ter vantagem numérica, o São Paulo teve atuação segura, sem sofrer grandes ameaças na defesa, e conseguindo armar alguns contra-ataques, mas faltou finalizar melhor.

Numa das poucas chances que o time se articulou melhor quase abriu o placar. Foi aos 18 minutos do segundo tempo. Tréllez deu belo passe para Nenê, na entrada da área, que finalizou com qualidade. Contudo, a bola bateu no travessão.

NÃO VALEU

O Rosario Central até abriu o placar aos 27 do segundo tempo, mas o tento não valeu. Foi Zampedri quem marcou, mas na finalização ele deslocou o goleiro Sidão. O árbitro viu a falta e marcou.

ROSARIO COM UM A MENOS

O Rosario também ficou com um jogador a menos a partir dos 36 da etapa final. Isto porque o meio-campista Carrizo fez falta dura em Éder Militão. Como já tinha cartão amarelo, acabou expulso.

FICHA TÉCNICA:
ROSARIO CENTRAL (ARG) 0 X 0 SÃO PAULO

Local: estádio Gigante de Arroyito, em Rosário (Argentina)
Data: 12 de abril de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Assistentes: Michael Orué (PER) e Stephen Atoche (PER)
Cartões amarelos: Régis (São Paulo); Parot, González, Carrizo e Marco Rubén (Rosario Central)
Cartões vermelho: Rodrigo Caio (São Paulo); Carrizo (Rosario Central)

Rosario Central: Ledesma; Gomez, Tobio, Cabezas e Parot; Lovera (Pereyra), Lopez, González (Fernández) e Carrizo; Zampedri e Marco Rubén (Herrera). Técnico: Leonardo Fernández

São Paulo: Sidão; Militão, Rodigo Caio e Arboleda; Régis (Bruno Alves), Jucilei, Petros, Liziero e Reinaldo (Lucas Fernandes); Nenê e Tréllez (Valdívia). Técnico: Diego Aguirre

 

Compartilhe

Comentários

Notícias Relacionadas